Saúde e Cuidado

O que é a periodontite? Conheça a doença periodontal nos cães! 

(Imagem: Shutterstock)

A doença periodontal é um dos males mais comuns em cães. Ela consiste na inflamação das estruturas mais profundas dos dentes, afetando, assim, a gengiva.

Ela está diretamente ligada à higiene bucal dos pets, já que essa infecção é causada por bactérias que estão presentes na boca. É mais comum em cães mais velhos, devido ao acúmulo de placa bacteriana por longos anos e em cães alimentados com comida de panela.

 

 

Cães que têm o focinho curto (braquicefálicos) , como Boston Terrier, Buldogue Francês, Inglês, Boxer e Pug, têm propensão maior para desenvolver a gengivite, fase inicial da doença periodontal, que consiste no inchaço e vermelhidão da gengiva.

Cães de raças pequenas, como Yorkshire e o Pinscher, também são mais sucetíveis.  Isso acontece porque há pouco espaço na boca e os dentes tendem a se amontoar, tornando a higiene mais difícil e propiciando locais para o acúmulo de placa.

 

O que é e o que causa a periodontite em cães?

O acúmulo de restos de comida, a saliva e bactérias formam a placa barteriana, ou tártaro, levando à inflamação das estrutras mais profundas dos dentes

(Imagem: Shutterstock)

A doença periodontal é a inflamação do tecido ao redor da raiz do dente, conhecido como periodonto. Tem a gengivite como o estado incial da doença, se não for tratada, evolui para a periodontite e pode acarretar na perda de diversos dentes.

Essa inflamação ocorre por causa das bactérias que se alimentam do resto de comida que fica acumulado entre o dente e a gengiva. O ambiente bucal é perfeito para o desenvolvimento dessas bactérias: úmido, quente e com alimento. 

Com o tempo, o acúmulo excessivo de placa bacteriana evolui o tártaro e causa a retração da gengiva, aumentando a gravidade da doença. Umas vez retraída a gengiva, ela pode não voltar ao normal.  Se não tratada, a doença se torna crônica. Nesse estágio, há perda de tecido ósseo, ligamento periodontal e presença de mau hálito. 

A doença periodontal se apresenta em diversos estágios. No primeiro estágio, é observada irritação gengival. Nos estágios seguintes, é observado uma retração genvival progressiva, acompanhado de inflamação e dor. Se não tratada, a periodontite evolui a posto das raizes dos dentes ficarem expostas e até mesmo ocorrer a perda de vários dentes.

Quais são os sinais clínicos e como é feito o diagnóstico da doença periodontal?

 Mau hálito e gengivite, gengivas vermelhas e inchadas são sinais clínicos da doença periodontal

(Imagem: Shutterstock)

Apesar de ser o primeiro estágio da doença periodontal, a gengivite é um sinal clínico crucial de que alguma medida deve ser tomada para impedir o avanço da doença. 

As bactérias que causam essa inflamação fazem com que o cão tenha mau hálito e bastante formação de placa, o que é claramente visível. Os primeiros sinais clínicos da doença periodontal são:

  • mau hálito;

  •  

  • vermelhidão e inchaço nas gengivas;

  • dificuldade de se alimentar;

  •  tártaro.

 

Em um estágio mais avançado, além desses sinais clínicos, você vai notar:

  • retração da gengiva;

  • formação de cálculos (saliva + placa bacteriana, que se mineralizam em cálculos);

  • dentes amolecidos;

  • perda de dentes.

O diagnóstico deve ser feito por um veterinário, que pode requerer o auxílio de um especialista em odontologia veterinária. Às vezes, é necessário o uso de raios X para detectar o grau de gravidade da doença, já que a maior parte da inflamação e perda de tecido ósseo acontece por baixo da gengiva.

 

Como tratar a doença periodontal?

O ideal é começar o tratamento logo no primeiro estágio. Quanto mais avançada a doença, mais danos irreversíveis podem aparecer

(Imagem: Shutterstock)

O tratamento da doença periodontal vai depender muito do estágio da doença. Nos primeiros estágios, o tratamento é bastante simples e consiste em escovação diária e remoção do tártaro.

Quando já há retração da gengiva, além da higiene diária e a limpeza, é necessária uma profilaxia meticulosa nos espaços entre o dente e a gengiva. Para garantir sucesso no tratamento, os diversos produtos odontológicos específicos para animais devem ser usados de acordo com a necessidade de cada cão.

Consulte um médico veterinário especialista em odontologia para ter acesso aos mais atuais e modernos tratamentos. Entre eles está a aplicação de gel antibiótico, que elimina as colônias de bactérias, favorece a renovação dos tecidos e impede que haja mais retração.

Nos últimos estágios, o dano já é irreversível e a única maneira de tratar a periodontite é com procedimentos de substituição óssea, talas periodontais e regeneração tecidual guiada. 

É essencial encontrar um bom médico veterinário, especializado em odontologia. Lembre-se de que o AgendaPet possui uma seleção com os melhores profissionais. Acesse, confira os perfis completos, escolha e agende uma consulta. Tudo on-line, assim: fácil e seguro.

 

Como prevenir a periodontite em cães?

A escovação diária é a melhor maneira de evitar o acúmulo de placa e a gengivite

(Imagem: Shutterstock)

Não tem jeito: a melhor maneira de prevenir a doença periodontal é a escovação diária dos dentes do seu pet. Para saber como fazer isso, leia este artigo. A higiene diária impede a formação de placa, acúmulo de bactérias e irritações na gengiva. Além de eliminar as sujeiras e restos de comida, o ato da escovação proporciona uma massagem que aumenta a circulação e a irrigação sanguínea nas gengivas dos cães.

Visitas ao veterinário também ajudam a detectar qualquer sinal inicial de irritação, por isso é bom que sejam frequentes. O uso de rações secas na alimentação também auxilia na limpeza dos dentes. Se optar por alimentação caseira, inclua tiras de couro bovinas e ossinhos como petiscos para o peludo.

Nunca dê comidas ricas em açúcar, essa substância é o alimento preferido das bactérias. 

Manter uma rotina de higiene e uma alimentação saudável é o suficiente para previnir a doença periodontal, por isso, não meça esforços para que seu bichinho não tenha essa doença dolorosa e tenha que enfrentar um tratamento trabalhoso.

Para saber mais sobre a doença periodontal em cães, assita ao vídeo:

 

(Dicas de Escovação e Prevenção da Doença Periodontal - YouTube - Acesso em 06.09.2013)

(Equipe AgendaPet)

O que andam dizendo no Facebook